• Publicações
Notícias

Diretores da AMAB participam de debate sobre Cartórios Integrados na OAB


Atualizado em 12/06/2018 16:48:12

Diretores da Associação dos Magistrados da Bahia – AMAB participaram nesta última segunda-feira (11) de audiência pública realizada pela OAB da Bahia sobre os Cartórios Integrados. O evento foi realizado na sede da seccional. Para os advogados, o sistema, que integrou diferentes varas de uma mesma área e unificou o atendimento, apresenta problemas. Fizeram parte da mesa o 1º secretário da Associação, juiz Gilberto Bahia de Oliveira; a 2ª secretária, juíza Suelvia Reis, e a assessoria especial da Presidência, juíza Marielza Brandão Franco. Também estiveram presentes os magistrados Carla Ceará, Moacir Reis e Joselito Miranda, também diretores.

A vice-presidente da OAB-BA, Ana Patrícia Dantas, afirmou que o Cartório Integrado é um dos temas caros aos advogados pelos problemas que tem gerado. Segundo o presidente da Comissão de Direitos e Prerrogativas da classe, Adriano Batista, o modelo implementado “penaliza a classe”. E a principal questão, seria a dificuldade no atendimento. A representante da Comissão de Relações Institucionais da Ordem, Esmeralda Oliveira, destacou como principais problemas a falta de servidor e de capacitação dos estagiários que atendem nas unidades. 

A juíza Marielza Brandão considerou a discussão bastante produtiva e lembrou que só é possível resolver os problemas com diálogo. “A advocacia pôde dizer quais as dificuldades que enfrenta para que o Tribunal possa fazer os ajustes que são realmente necessários”, afirmou. Ela destacou a produtividade obtida com a implantação dos Cartórios. “Quando paramos demais para atendimento, a marca cai. Então temos que focar no que é urgente e deixar os demais casos para um dia de atendimento”, explicou.

Para a magistrada Suélvia Reis, que também representou a Corregedoria, o Cartório Integrado trouxe um aumento de produtividade do juiz e do servidor. Ao destacar a agenda do Google Drive, ela explicou que a ferramenta foi criada não para impedir o acesso ao juiz, mas para organizar o atendimento no balcão. A juíza afirmou que o advogado pode falar diretamente com o diretor de Atendimento, que possui capacitação para o cargo. Quanto às queixas de que alguns magistrados não estariam realizando atendimento de forma regular, ela afirmou que as informações devem sem encaminhadas ao órgão, para tomada de providência.

O juiz Gilberto Bahia afirmou que o tribunal pretende divulgar, ainda no mês que vem, a fila cronológica dos processos. Já o juiz Moacir Reis, explicou que, de fato, a implantação dos Cartórios Integrados trouxe uma mudança de paradigma, com novo conceito de gestão de pessoas, mas que foi necessária para a modernização do sistema. “Nos tempos de hoje, não dá mais para manter aquela visão romântica de atenção pessoal. Temos que refinar o ordenamento do atendimento”, citou. (Com informações da OAB)

Foto: Angelino de Jesus (OAB-BA)


Associação dos Magistrados da Bahia - Fórum Ruy
Barbosa, 4º andar, sala 413. Salvador, BA
Tel. 71 3320-6950