• Publicações
Notícias

Juíza lança projeto para capacitar mulheres em situação de violência doméstica


Atualizado em 17/04/2019 16:41:13

Em mais uma iniciativa pioneira, a juíza Ana Cláudia de Jesus Souza, da 2ª Vara de Violência Doméstica e Familiar contra a Mulher de Salvador (Justiça pela Paz em Casa), em parceria com a Faculdade Ruy Barbosa, Campus Paralela, promoveu, no último dia 12, o lançamento do Projeto Wonder Woman Special Edition. A ação conta com o apoio da Coordenadoria da Mulher do TJBA, representada pela Desembargadora Nágila Sales Brito, que esteve presente no evento junto com a Presidente da AMAB, juíza Elbia Araújo, esteve presente no evento. O Wonder Woman Special Edition tem como objetivo propor cursos profissionalizantes para as mulheres em situação de violência doméstica. Foram disponibilizadas, a princípio, 50 vagas.

De acordo com a juíza Ana Claudia, erão oferecidos cursos profissionalizantes de Cuidadora de Idosos; Turbantes e Colares Exóticos e Artesanato; Reparos Elétricos; Manutenção Básica de Veículos; Primeiros Socorros; Fotografia e Mídias Sociais; Técnica de Vendas; Auxiliar Administrativo; e Produtos Naturais e Oficina de Moda. Eles serão ministrados por professores da Faculdade Ruy Barbosa, e, ao final, as mulheres serão certificadas. “Também teremos encontros com as vítimas com objetivo de ressignificação da violência e valorização da vida humana”, informou a magistrada.

Àquelas que fizerem todos ou apenas alguns dos cursos serão ofertados serviços e cuidados com a saúde, higiene e beleza, entre outros. “O objetivo é proporcionar o fortalecimento da autoestima e a autonomia da mulher”, explicou. Ocorrerão roda de conversa com psicólogas e coach de carreira; atendimento pelo Núcleo de Obesidade (NEPO); auriculoterapia e acupunturapia; orientações sobre etiqueta pessoal e profissional; dicas de marketing pessoal; curso de defesa pessoal (Krav Magá); orientações sobre entrevistas de emprego e oficina jurídica e planejamento de vida e carreira.

A presidente da AMAB, juíza Elbia Araújo, destacou a iniciativa inovadora da juíza Ana Cláudia Souza. “É uma ação fantástica e que mostra o trabalho humanizado realizado por uma magistrada dedicada e que ama o que faz. Trata-se de uma excelência prática que pode ser replicada na Bahia e em todo o país”, citou.

Já a desembargadora Nágila Brito, da Coordenadoria da Mulher do TJBA, considerou “fantástico” o projeto, e destacou a colaboração da comunidade acadêmica. Para ela, vai de encontro à ideia de não apenas praticar Justiça, mas também cuidar das mulheres vítimas de violência. “É uma ação espetacular, pois capacita estas mulheres para o futuro, proporcionando um novo ciclo. É uma iniciativa muito válida”, afirmou.

O Projeto Wonder Woman foi idealizado pelo Centro de Empreendedorismo e Inovação do grupo educacional Wynder, do qual pertence a Faculdade Ruy Barbosa, e casou com a proposta da juíza Ana Cláudia. Ele tem como objetivo desenvolver o perfil empreendedor em mulheres com baixa renda familiar, por meio de capacitações de gestão. Esta edição, desenvolvida com a 2ª Vara de Violência Doméstica e Familiar contra a Mulher, segue até o dia 17 de outubro deste ano. 


Últimas Notícias
Associação dos Magistrados da Bahia - Fórum Ruy
Barbosa, 4º andar, sala 413. Salvador, BA
Tel. 71 3320-6950