• Publicações
Conhecendo a Magistratura

Magistrados baianos irão às salas de aula dialogar com alunos de Direito e Jornalismo


Atualizado em 04/06/2015 19:04:01

A Associação dos Magistrados da Bahia (AMAB) lançou, na sexta-feira (08), o projeto “O Juiz vai à sala de aula”. O objetivo é promover uma rede de conversação entre magistrados e estudantes de Direito e Jornalismo de diversas universidades baianas, visando ampliar a consciência dos futuros bacharéis acerca do exercício da atividade jurisdicional. O lançamento aconteceu no encerramento da Semana Jurídica Carlos Ayres Britto, realizada pelo Centro Universitário Jorge Amado (Unijorge), que contou com a presença do ex-presidente do Supremo Tribunal Federal (STF).

A presidente da AMAB, Marielza Brandão Franco, destacou o pioneirismo da iniciativa e falou sobre o seu embrião, surgido após uma atividade acadêmica na Unijorge. “Esse projeto surgiu justamente porque, em sala de aula, verificamos que os estudantes têm o desejo de conhecer de perto a magistratura”, pontuou. De acordo com a magistrada, durante o encontro com os alunos, foi possível perceber que a maioria não conhecia as atividades cotidianas do juiz, não sabia qual era o papel do magistrado e sua importância para a sociedade.

A coordenadora do projeto, juíza Carla Ceará, apresentou a cartilha produzida pela entidade. O material, que será entregue aos estudantes, traz informações sobre as funções e composição do Poder Judiciário, o funcionamento da Justiça estadual, a atuação de juízes e desembargadores e os modelos de juiz no contexto do paradigma do Estado Democrático de Direito. “Nós queremos convidar os estudantes a conversar conosco, quebrar essa barreira que há entre a magistratura e a comunidade, e nada melhor que começar com estudantes de Direito e Jornalismo”, disse. 

A cartilha também aborda a campanha “Questão de Justiça”, na qual a AMAB busca esclarecer à sociedade sobre as dificuldades enfrentadas pelos magistrados e os desafios na construção de um Judiciário mais célere. “Ser magistrado na Bahia hoje e entregar Justiça é muito difícil porque nós não temos a estrutura adequada para atender as demandas”, ressaltou.

A magistrada anunciou, ainda, o concurso de redação que buscará respostas para as questões “Quais são os desafios do juiz estadual baiano e o que fazer para superá-los?”. As três melhores redações serão premiadas com bolsas de estudo para a Pós-Graduação em Direito e Magistratura, oferecida pela Escola de Magistrados da Bahia (EMAB).

A juíza Ana Karena Nobre e o juiz aposentado Josiel Oliveira, integrantes do Conselho Deliberativo da AMAB, prestigiaram o lançamento do projeto.


Associação dos Magistrados da Bahia - Fórum Ruy
Barbosa, 4º andar, sala 413. Salvador, BA
Tel. 71 3320-6950