• Publicações
Clipping

Teia de Sustentabilidade da Bahia avalia uso de energia fotovoltaica em unidades do Judiciário


Atualizado em 17/08/2017 12:02:27

A criação de selos ecológicos de certificação, a geração de energia fotovoltaica e a instituição de um fundo de economia de custos foram ações propostas durante a segunda reunião após a criação da Teia de Sustentabilidade do Poder Judiciário da Bahia, realizada nesta segunda-feira (14), no Tribunal de Justiça da Bahia, em Salvador.

A teia foi criada no final do mês de julho, envolvendo o Tribunal de Justiça da Bahia, o Tribunal Regional do Trabalho da 5ª Região, o Tribunal Regional Federal, Ministério Público Federal e o Tribunal Regional Eleitoral com objetivo de desenvolver ações voltadas para a sustentabilidade e a responsabilidade socioambiental.

Na reunião, dirigida pela desembargadora Maria de Fátima Silva Carvalho, coordenadora do Núcleo Socioambiental do TJBA, foi formado um grupo específico, com participação de servidores das áreas de engenharia, jurídica e de licitações para iniciar os primeiros estudos que resultarão na implantação das ações propostas.

Os selos de certificação são uma forma de atestar que as ações sustentáveis desenvolvidas estão voltadas para equipamentos e produtos eletrônicos; a anergia fotovoltaica é aquela produzida a partir de luz solar; e o fundo de recursos viria da economia com medidas ambientais.

Em uma explanação sobre o uso da energia fotovoltaica no serviço público, o servidor Átila Queiroz, do TRT-5, destacou as vantagens que o Governo somaria com a medida. “Certamente, no tempo devido, entre 4 e 7 anos, o Governo deixaria de investir altos valores com grandes usinas, o que é grande importância”, disse.

Participaram da reunião, representantes do TRT5-BA; TRE-BA; TRF1 - Seção Judiciária da Bahia; Ministério Público Federal e integrantes do Núcleo Socioambiental do Tribunal de Justiça da Bahia.

Os trabalhos foram dirigidos pela desembargadora Maria de Fátima Silva Carvalho, contando com participação dos secretários de Administração, Cláudia Nascimento; do Planejamento, Igor Caires; do diretor do TJBA, Cícero Moura; e dos juízes Marta Moreira e Gilberto Bahia.

A próxima reunião da Teia de Sustentabilidade foi marcada para dia 18 de setembro, em princípio na sede do Tribunal de Justiça da Bahia, quando o grupo deverá apresentar os primeiros estudos sobre o uso da energia fotovoltaica nos órgãos públicos da Bahia, especialmente aqueles integrantes da teia de sustentabilidade.


Últimas Notícias
Associação dos Magistrados da Bahia - Fórum Ruy
Barbosa, 4º andar, sala 413. Salvador, BA
Tel. 71 3320-6950