• Publicações
Notícias

TJBA premia unidades judiciais que reduziram taxas de congestionamento em 2017


Atualizado em 17/01/2018 13:06:24

 

Magistrados e servidores do Tribunal de Justiça da Bahia comemoraram, no final da tarde desta última terça-feira (16), os avanços obtidos na prestação jurisdicional em 2017. A premiação do Selo Justiça em Números TJBA, realizada no auditório do tribunal no Centro Administrativo da Bahia, contemplou 168 unidades judiciais - das 456 existentes no estado - com selos diamante, ouro, prata e bronze.

O critério de avaliação é idêntico ao adotado pelo Conselho Nacional de Justiça (CNJ) para a edição nacional do Selo Justiça em Números: são premiadas, por competência, as varas que apresentaram as menores taxas de congestionamento. De acordo com o secretário de Planejamento, Igor Caires, os números obtidos em 2017 já colocam o TJBA em uma situação de destaque no âmbito nacional e na categoria de Médio Porte, à qual está vinculada a corte baiana.

"Gostaria de registrar minha alegria de ver o Tribunal de Justiça da Bahia perseguindo números melhores. Não pelo número, não pelo ranking ou pela qualificação que o CNJ venha a adjetivar, mas pela vontade de prestar um melhor serviço à população", disse o conselheiro do CNJ, Valdetário Monteiro, que compôs a Mesa de honra da solenidade ao lado da presidente do Tribunal de Justiça da Bahia, desembargadora Maria do Socorro Barreto Santiago.

Também compuseram a Mesa a 1ª vice-presidente, desembargadora Maria da Purificação da Silva; a 2ª vice-presidente, desembargadora Lícia Laranjeira; a corregedora das Comarcas do Interior, desembargadora Cynthia Resende; o presidente eleito do TJBA, desembargador Gesilvado Britto, e o conselheiro do CNJ, André Godinho. O corregedor-geral da Justiça, desembargador Osvaldo Bomfim, não compareceu por estar em visita regimental.

"Como advogado, percebo nesta gestão, que em breve se encerra para o início da nova, uma capacidade diferenciada de diálogo, e isso faz toda a diferença", elogiou André Godinho. Ele também acredita que com a posse da nova mesa diretora, este movimento terá segmento, para que novas mudanças possam acontecer a partir das "bases firmes", construídas na atual gestão.

Peso - Um auditório lotado, com a presença em peso de desembargadores e servidores, marcou a primeira solenidade de entrega dos selos. "Estamos aqui para reconhecer, agradecer e premiar a quem ajudou e continua ajudando ao Tribunal de Justiça do Estado da Bahia",anunciou a presidente, se referindo aos juízes e servidores que trabalharam com "esforço e competência" ao longo do período.

Ela também recordou o compromisso firmado no início de sua gestão de melhorar a posição da corte no ranking nacional organizado pelo CNJ, e que isso foi feito através de ações que fortalecessem a justiça de primeiro grau, principal porta de acesso do jurisdicionado ao poder judiciário. "A mudança de posição do tribunal no ranking nacional é um desafio institucional muito além de qualquer vaidade pessoal. Embora os números alcançados sejam excelentes, eles são apenas o inicio de uma caminhada que não admite retrocessos", afirmou.

Ao final da solenidade, o advogado e especialistas em motivação, Marcos Rossi, ministrou palestra para desembargadores, juízes e servidores. (Com informações do TJBA)

Clique aqui e veja a galeria de fotos

Clique aqui e veja o Decreto Judiciário com a relação das unidades vencedoras

Foto: Nei Pinto


Associação dos Magistrados da Bahia - Fórum Ruy
Barbosa, 4º andar, sala 413. Salvador, BA
Tel. 71 3320-6950