Notícias

AMAB e outras entidades discutem judicialização de pontos da reforma da Previdência

O 2º vice-presidente da Associação dos Magistrados da Bahia (AMAB), juiz Luis Henrique Araújo, representando a entidade, participou, nesta última terça-feira (03), de mais uma reunião organizada pelo CEO – Carreiras de Estado Organizadas.  Na ocasião, os dirigentes das principais entidades que representam o funcionalismo baiano discutiram diversos temas, especialmente a judicialização de pontos da reforma de Previdência. O encontro aconteceu em ambiente virtual.

Para os participantes, diversos pontos da Reforma, que atinge diretamente os servidores, acarretam “prejuízos ao arrepio da Constituição Federal”. Segundo o juiz Luis Henrique, as entidades, além de discutirem o cronograma de judicialização na área de previdência, também preparam estratégias de enfrentamento à reforma Administrativa, cujas discussões serão iniciadas pelo Congresso Nacional.
Também participaram do encontro a presidente da Associação dos Gestores Governamentais do Estado da Bahia (AGGEB), Daniella Gomes; o presidente do Instituto dos Auditores Fiscais da Bahia (IAF), Marcos Carneiro; a presidente da Associação dos Defensores Públicos do Estado da Bahia (ADEP-BA), Elaina Rosas; e a presidente da Associação dos Procuradores do Estado da Bahia (APEB), Cristiane Guimarães. A convite das instituições, o advogado José Carlos Torres mostrou o cenário de possibilidades para que os dirigentes do CEO decidam os próximos passos a serem tomados.