Notícias

Presidente da ENM visita EMAB e fecha parceria entre as duas instituições

O diretor-presidente da Escola Nacional da Magistratura (ENM), desembargador Caetano Levi Lopes, visitou nesta sexta-feira (11) as instalações da Escola de Magistrados da Bahia. Ele foi recebido pela presidente da Associação dos Magistrados da Bahia (AMAB), juíza Nartir Weber; pelo diretor em exercício da escola, juiz Rosalvo Augusto; pela coordenadora geral, desembargadora Joanice Guimarães; além de assessores. A coordenadora da ENM, a juíza baiana Ana Conceição Barbuda também esteve presente. Na oportunidade, também foram acordadas parcerias entre as duas instituições.

Caetano Levi elogiou as instalações da escola baiana e informou que a EMAB será a primeira a formalizar parceria educacional, que vai proporcionar a divulgação e a realização de cursos, e a criação de um calendário de eventos conjuntos. “A ENM busca estabelecer uma rede com as escolas estaduais para compartilhar cursos. Uma pós-graduação realizada pela Emab, por exemplo, poderá ser ofertada para pessoas de outros estados, garantindo sua viabilidade”, afirmou. Ele destacou ainda que o futuro aponta para cursos à distância.

O diretor em exercício da EMAB, juiz Rosalvo Augusto, falou do planejamento dos cursos para 2021, e enfatizou que várias iniciativas já estão em andamento. Um deles é a Pós-graduação em Justiça Restaurativa, que deve ser iniciada até março.

A coordenadora-geral, desembargadora Joanice Guimarães, afirmou que a escola está se abrindo, oferecendo cursos também para outros públicos, além de magistrados. “Precisamos estabelecer novas parcerias, com outras escolas e instituições, como Ministério Público, OAB e Defensoria”, disse. Ela informou que a escola busca trilhar um caminho sustentável, com oferta, por exemplo, de qualificação para profissionais que atuam no sistema de Justiça.

A juíza Ana Conceição Barbuda também falou da importância da parceria e da referência das duas escolas, e considerou “excepcional” a possibilidade de capacitação de colaboradores.
A presidente da AMAB, Nartir Weber, afirmou que a EMAB vive um novo momento, e executará um novo planejamento estratégico visando sustentabilidade e a ampliação da oferta de cursos para os magistrados associados e também para o  público externo. Segundo ela, a parceria com a ENM vem ao encontro do novo projeto pedagógico e administrativo da Emab, fortalecendo as instituições.

Com 69 anos de história, a Escola Nacional da Magistratura (ENM) da Associação dos Magistrados Brasileiros (AMB) oferece cursos de especialização e aperfeiçoamento cultural, jurídico e humanístico no Brasil e no exterior para magistrados. Atualmente também está se abrindo para outros públicos, segundo o diretor da escola nacional. Este ano, a ENM inicia sua atuação digital no Brasil com o lançamento da plataforma de cursos na modalidade à distância para toda a comunidade jurídica.